Criação Prazerosa

     “A profunda ligação com a natureza é a fundamental característica do trabalho de Tatiana Clauzet. Ela consegue dar às suas árvores, aves e espaços celestes uma dimensão mítica. No sentido de instaurar elos densos entre aquilo que acredita e o que pinta. 

    O surgimento de raízes ou de peixes, por exemplo, alertam que o que existe escondido ou submerso geralmente é o mais importante. Afinal, o que está embaixo da terra traz alimento à planta e a faz sobreviver. Analogamente, a presença das mais variadas aves aponta para a elevação que sua poética visual propicia.

    O uso de cores quentes caracteriza uma obra que traça uma elegia à vida, como um espaço encantado, pleno de símbolos, significados e sentidos, regido principalmente por um movimento ascensional, no qual a arte desempenha o papel essencial de tornar cada imagem um microcosmos completo e complexo.

    Tatiana Clauzet oferece um olhar para a natureza que está além do que se observa apressadamente. As composições atingem a magia dos instantes que a sociedade urbana e industrial parece corroer. Assim, sua pintura estabelece um novo tempo que remete aos primórdios: o de criar prazerosamente.”


Oscar D’Ambrosio

jornalista,  mestre em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da Unesp,

integra a Associação Internacional de Críticos de Arte (AICA-Seção Brasil).


Lúcido Sonho

    “O que marca a pintura de Tatiana Clauzet é sua individualidade  inconfundível. Abstracionismo, seguramente não! E muito menos figurativismo no sentido clássico do termo. Ela constrói seus quadros dentro de um clima de fantasia. O seu pontilhismo se transforma numa pintura de sonho, pronta para enunciar e aprofundar uma imagem lucidamente onírica, na qual emergem outros motivos dialéticos, a começar por uma seqüência de formas geométricas temperadas pela organicidade dos traçados e do conteúdo. Trata-se de um sonho de olhos abertos, sempre mais explicito no objetivar a interdependência do traço pontilhado e das estruturas visuais. Entretanto também a cor, muito além do informal, está  cada vez mais diversificada e expressiva.

A pontualidade estética das cores inclui seu significado simbólico, sem, porém sufocá-la. Dela resulta, consistente, a descoberta de um novo conceito de vida, que tem sua origem na mesma fonte remota de um sentimento sagrado e cósmico.

Tatiana Clauzet alimenta lentamente o trabalho sobre suas telas até que elas alcancem uma coerência e uma autonomia plástica satisfatória. Em vez de ver um objeto sobre a tela, a artista se preocupa em olhar o movimento, a forma e a cor, que formam um todo e resultam quase um vitral. São eles que provocam nossa sensibilidade, própria a captar a mensagem da pintura.

Fascinada por essa explosão colorida e pela invenção plástica que obriga à reflexão, suas obras possuem uma figuração que não estamos habituados a ver. Sua prioridade é a riqueza pictural, dominando o objeto como tal. Mas a grande virtude de Tatiana Clauzet é, sobretudo a musicalidade que ela transmite, harmônica e melodicamente. É a festa dos próprios sentimentos que a artista transmite em suas obras. Quem as vê reencontra a alegria do viver. De fato o trabalho de Tatiana Clauzet é um lúcido sonho da realidade”.


Emanuel Von Lauenstein Massarani  

Crítico de Arte, Escritor, Diretor Geral do Museu de Arte do Parlamento de São Paulo, Presidente do Instituto de Recuperação do Patrimônio Histórico de São Paulo e Superintendente do Patrimônio Cultural da Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo



Natureza encantada

    “Esferas e círculos simbolizam a fertilidade e a vida presentes em nós e na natureza: a semente, o ninho, o ventre, o planeta, como também, o mundo do sonho e da imaginação.

As obras de Tatiana Clauzet são repletas de simbolismo, de criatividade e de talento. Seu convívio com a natureza, desde a infância, quando demonstrava um fascínio pelas cobras, até os dias de hoje, em que pode desfrutar da beleza da fauna e da flora do Parque Nacional do Itatiaia, onde reside atualmente, levou-a a observar os elementos a sua volta, refletir sobre a origem da vida e dos planetas, o nascimento da idéia e do pensamento, a criação e o desenvolvimento dos processos.

A visão das pinturas da artista atrai o olhar, convida à contemplação e instiga o espectador a observar seus elementos, imaginar seus vínculos, mergulhar no seu mundo encantado e compreender a natureza artística de Tatiana Clauzet.

As obras de Tatiana Clauzet são uma homenagem à natureza e um presente à alma.”

Marinês Takano

Curadora e Coordenadora do Espaço Cultural Banco Central em São Paulo e Artista Plástica.



 

TEXTOS

O TRABALHO DE TATIANA CLAUZET